top of page

Asfalto

O asfalto são compostos de derivados de petróleo, os quais podem ser obtidos naturalmente ou sintetizados através de processos físicos ou químicos. Estes apresentam características como consistência sólida ou semissólida e cor escura. O seu emprego mais comum é no ramo da construção civil, sendo aplicado tanto em pavimentação quanto em impermeabilização. Seu primeiro registro de uso foi em 615 a.C.

Durante o período do reinado do rei Nabopolassar na Babilônia, o nome "asfalto" é derivado da língua grega, o que indica o conhecimento destes povos antigos sobre este material. Os Romanos, por sua vez, o empregavam para calafetar seus banhos, reservatórios e aquedutos. Na Era dos Descobrimentos, os europeus identificaram depósitos naturais deste produto na Venezuela. Em 1595, Sir Walter Raleigh redigiu uma carta referindo-se à presença de asfalto na Ilha de Trindade, situada na costa venezuelana. Naquela época, ele utilizou este produto para selar.

O lago de piche localizado à sudoeste da ilha de Trindade é o maior depósito de asfalto do mundo e a primeira fonte de asfalto na América, seguido do Lago Bermudez. O asfalto é produzido nas refinarias de petróleo através da destilação. A produção de asfalto tem aumentado significativamente nos últimos anos devido à crescente demanda por este produto. Asfalto é amplamente utilizado na construção e manutenção de rodovias, estradas e outras obras públicas. Além disso, também é utilizado como um revestimento impermeável para telhados e fundações.


As resinas também fazem parte da composição dos asfaltos. Ao contrário dos asfaltenos estão facilmente solubilizadas no petróleo. Constituídas por cadeias de hidrogênio e carbono, peso molecular de 500 a 1000, apresentam características como baixa viscosidade, boa fluidez e adesividade. São importantes para melhorar a estabilidade do asfalto e aumentar sua durabilidade.

No Brasil, a ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) é responsável pela regulamentação da distribuição do asfalto. Além de determinar as especificações e as classificações do material, a agência autoriza empresas a se envolverem na comercialização do produto. A importância da regulamentação da ANP para o mercado brasileiro de asfalto é imensurável, pois garante que todos os produtos comercializados atendam às normas estabelecidas pelo órgão. SalvarCopiar Avalie


Comments


bottom of page